Motorista de caminhão desgovernado é indiciado

Magno Paulo dos Santos, de 33 anos, motorista do caminhão desgovernado que atropelou anteontem nove crianças e uma mulher na frente da Escola Municipal de Educação Infantil (Emei) Maria Alice Mencarine Foracchi, no Grajaú, zona sul, foi indiciado por homicídio culposo (quando não há intenção de matar). O acidente matou Ricardo Clemente dos Santos, de 6 anos. Magno deixou o 85º Distrito Policial (Grajaú) por volta das 2h20 de ontem. Segundo um policial, o indiciado se recusou a depor e disse que só falará em juízo. Ele foi liberado após o pagamento de R$ 1.220 de fiança.O acidente aconteceu por volta das 15 horas de anteontem. O caminhão estava parado numa ladeira quando o freio falhou, desceu a rua de ré e bateu contra uma van escolar. Ricardo foi atingido pelo caminhão.O menino foi enterrado ontem às 16h30 no Cemitério Municipal de Campo Grande, na zona sul. A mãe e os irmãos, um menino de 7 anos e uma menina de 2, não foram à cerimônia. "Ela (mãe) está mal, à base de medicamentos", contou o pai de Ricardo, o marceneiro José Justino de Sousa, de 46 anos. Colegas e professores acompanharam o enterro.Maria Helena dos Santos, de 57 anos, continua na UTI do Hospital das Clínicas, em estado grave. A monitora de uma das vans atingidas pelo caminhão passou por cirurgias na cabeça e na perna. As crianças feridas no acidente já receberam alta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.