Sergio Perez/Reuters
Sergio Perez/Reuters

Motorista do Uber é esfaqueado por taxista em Belo Horizonte

Agressor fugiu e é procurado; outros dois condutores atingiram Rodrigo Henrique Fraga e foram levadas pela polícia para prestar depoimento

Leonardo Augusto, Especial para o Estado

30 Agosto 2016 | 10h14

BELO HORIZONTE - O motorista do aplicativo Uber Rodrigo Henrique Fraga, de 24 anos, foi esfaqueado no braço na noite desta segunda-feira, 29, no bairro União, na região nordeste de Belo Horizonte. O agressor, um taxista, fugiu e ainda não foi localizado pela Polícia Militar. Outros dois taxistas, João de Souza Lima, de 39, e Ronei Caldeira de Paula, de 43, atingiram Rodrigo com socos e foram levados para prestar depoimento.

Encaminhado para o Hospital de Pronto Socorro João XXIII, o motorista do Uber deverá ser liberado na manhã desta terça-feira, 30.

Conforme a Polícia Militar, Fraga estava parado próximo ao Minas Shopping quando foi abordado pelos taxistas. O motorista do aplicativo foi retirado do veículo e então agredido. Fraga foi levado para o hospital em ambulância do centro de compras. 

Casos. A capital mineira já tem um longo histórico de agressões a motoristas e passageiros do Uber por taxistas. Em 3 de junho, um condutor de veículo do aplicativo teve o carro baleado em Venda Nova, na região norte da cidade. Ninguém se feriu.

Em 30 janeiro, duas passageiras e um motorista do Uber foram agredidos por taxistas quando deixavam boate na zona sul da capital. Com um estilingue, um dos taxistas lançou pedra contra o vidro do veículo. Estilhaços feriram o motorista no braço. A reportagem tentou contato com o presidente do Sindicato dos Taxistas, Ricardo Luiz Faeda, que ainda não retornou o contato. 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.