Motorista do Uber é morto em tentativa de assalto na zona norte do Rio

Testemunhas relataram que duas pessoas em uma moto fizeram vários disparos contra o automóvel que era dirigido por Ouvídio Francisco da Silva Filho, de 55 anos. Uma passageira que estava no carro também ficou ferida

Mariana Sallowicz, O Estado de S. Paulo

16 Outubro 2016 | 11h11

RIO - Um motorista do Uber foi morto na noite deste sábado, 15, após tentativa de assalto em Del Castilho, bairro na zona norte do Rio. 

Testemunhas relataram que duas pessoas em uma moto fizeram vários disparos contra o automóvel Nissan que era dirigido por Ouvídio Francisco da Silva Filho, de 55 anos. O motorista levava uma passageira e o seu filho no banco traseiro do carro. Ela foi ferida levemente com estilhaços e a criança não foi atingida.

Silva Filho foi atingido com três tiros e socorrido por um taxista que o levou à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Manguinhos, também na zona norte. Ele morreu no local. A passageira foi encaminhada pela PM para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier, zona norte.

Policiais do batalhão da área (3º BPM, do Méier) foram chamados para atender à ocorrência, que ocorreu na avenida Dom Helder Câmara, perto do shopping Nova América. A Delegacia de Homicídios (DH) da Capital investiga o caso. Procurado, o aplicativo Uber não se posicionou sobre a ocorrência. 

Este é pelo menos o terceiro caso de motoristas que trabalham com esse sistema mortos nos últimos dois meses – os outros dois casos ocorreram na capital paulista.  Reportagem do Estado publicada na última sexta-feira, 14, mostrou que por medo de assaltos condutores do aplicativo vêm formando grupos de WhatsApp para comunicar emergências e pedir ajudas a colegas.

Mais conteúdo sobre:
Uber Rio de Janeiro

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.