Motorista embriagado mata uma e fere cinco em Curitiba

Ele estava com 0,42 miligramas de álcool por litro de sangue e foi autuado por homicídio e lesão corporal

Evandro Fadel, O Estado de S.Paulo

29 de setembro de 2008 | 18h19

Uma pessoa morreu e outras cinco ficaram feridas na tarde de domingo, em Curitiba, quando Claudiovan Antônio Tibúrcio, de 18 anos, perdeu o controle do carro que conduzia, invadiu uma calçada no bairro Uberaba e atingiu as pessoas que aguardavam o ônibus em um ponto. Ele se apresentou a policiais militares que foram atender ao acidente e foi levado à Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran), onde foi preso e autuado por homicídio doloso, lesão corporal e embriaguez ao volante.  De acordo com o delegado Marcos Araguari de Abreu, o exame feito em Tibúrcio apontou que tinha 0,42 miligramas de álcool por litro de sangue. Segundo o delegado, o rapaz recusou-se a falar sobre possível ingestão de bebida, mas permitiu a realização do exame. "É homicídio doloso, com dolo eventual, pois assumiu o risco de envolver-se em acidente", disse o delegado. O Corsa dirigido por Tibúrcio capotou e ficou bastante danificado, mas a perícia ainda não tinha determinado a velocidade em que estava. Segundo o delegado, ao perceber o tumulto que se formou e temendo pela vida, o rapaz retirou-se do local e chamou o pai. Quando os policiais chegaram, ele se apresentou como autor do acidente, por isso não há agravante de falta de prestação de socorro ou fuga do local. Ele ainda não tem carteira de motorista, mas apenas uma permissão provisória, retirada há pouco tempo. O sepultamento de Pierina Aparecida Bazaglia, de 30 anos, foi realizado ontem. Uma pessoa ferida ainda permanecia na Unidade de Terapia Intensiva de um hospital. As outras, entre elas duas crianças, tiveram ferimentos leves.

Tudo o que sabemos sobre:
acidenteCuritibaParanáDedetran

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.