Motorista enfrenta megacongestionamento no Sistema Anchieta-Imigrantes

O motorista que trafega pelo Sistema Anchieta-Imigrantes enfrenta um grande congestionamento no sentido Baixada Santista em razão do excesso de veículos que seguem ao litoral paulista. O esquema 7x3, com descida feita pelas pistas Norte e Sul da Anchieta e pela pista Sul da Rodovia dos Imigrantes não está suportando a quantidade de carros. Segundo a concessionária Ecovias, o congestionamento na Rodovia dos Imigrantes chega a 28 quilômetros, com início do km 17, na divisa entre a Capital e o Grande ABC, até o km 40, no início da descida pela Serra do Mar. A pista Norte da Anchieta apresenta 21 quilômetros de congestionamento, desde o km 19, em São Bernardo, até o km 40, na interligação. A pista Sul da Anchieta, mesmo com menor trecho de lentidão, também não é uma boa opção para o motorista nesta madrugada. Ainda segundo a Ecovias, a descida pela Serra do Mar - tanto nas duas pistas da Anchieta como na pista Sul da Imigrantes - está lenta, com vários trechos de retenção, até a Baixada, próximo à Ponte do Mar Pequeno. O trânsito está complicado em todo o Sistema desde o final da tarde desta terça-feira, quando uma forte neblina reduziu a visibilidade do motorista para 50 metros e fez com que o trânsito ficasse parado, causando lentidão desde o início da Rodovia dos Imigrantes, no km 12, e afetando inclusive o tráfego pela Avenida dos Bandeirantes, que dá acesso à Imigrantes, no entroncamento com a Avenida Ricardo Jafet, na Água Funda, zona Sul da capital paulista.Neste momento, o trecho incial da Imigrantes já está com tráfego bom, mas até o km 17. Da 0h de segunda-feira até às 3h30 desta madrugada já passaram pelos pedágios do Sistema Anchieta-Imigrantes, em direção à Baixada Santista, 236 mil veículos. Na última hora, 7.500 carros passaram pelo pedágio da Imigrantes. O número só não é maior porque o trânsito está muito lento após o pedágio, o que reflete na liberação dos carros junto às cabines. Baixada - A Rodovia Padre Manoel da Nóbrega, que dá acesso à Praia Grande, Itanhaém, Mongaguá e Peruíbe, segue com lentidão de 12 quilômetros, desde o km 276 até o km 288 - praticamente todo o trecho de Praia Grande. Um veículo que se incendiou por volta das 2h30 na pista sentido Mongaguá, na altura do km 284 (4 km antes do pedágio) complicou ainda mais a situação. A pista já foi liberada e não há vítimas. A Rodovia Piaçagüera-Guarujá apresenta boas condições de tráfego.Litoral Norte - O número de carros que seguem em direção ao litoral Norte também é grande, mas o motorista que viaja para Caraguatatuba já encontra melhores condições de tráfego pela Rodovia dos Tamoios. O trânsito está lento apenas no trecho de serra. A viagem de São José dos Campos, no Vale do Paraíba, até Caraguatatuba, litoral Norte, até o final da noite durava mais de 3 horas; o que não ocorre agora.Interior - A Rodovia Régis Bittencourt no sentido São Paulo - Curitiba segue com trânsito muito carregado desde o km 318, onde começa o trecho de serra - que passa pelos municípios de Juquitiba e Miracatu, no Vale do Ribeira. As estaduais Raposo Tavares, Castelo Branco, Carvalho Pinto, Ayrton Senna, Anhagüera, Bandeirantes e Dom Pedro I seguem com tráfego bom, sem pontos de lentidão. O mesmo ocorre nas federais Fernão Dias, Presidente Dutra e Rio-Santos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.