Motorista enfrenta trânsito intenso rumo ao litoral

Às vésperas do feriado do réveillon, motoristas que deixaram a capital nesta sexta-feira enfrentaram trânsito intenso durante todo o dia, com piora à tarde e no início da noite, como já era esperado. O tráfego na Anchieta-Imigrantes permanecia lento entre os quilômetros 12 (entrada do sistema) e 32 (no pedágio). Na chegada à Baixada Santista, o motorista encontra lentidão entre os quilômetros 62 e 70 da rodovia dos Imigrantes, em São Vicente. Já na via Anchieta, o trânsito está lento entre os quilômetros 14 e 36.O trânsito também estava complicado na rodovia Cônego Domenico Rangoni. Foram registrados dez quilômetros de tráfego lento, entre os quilômetros 270 e 257, sentido Guarujá - Cubatão, por conta de um acidente envolvendo uma carreta e dois veículos de passeio. O acidente, que ocorreu às 16 horas, deixou três vítimas e interdita totalmente a pista. Mas, segundo a Ecovias, a viagem do motorista que seguia em direção ao litoral não foi prejudicada. Viaturas da Ecovias e do Corpo de Bombeiros permaneciam no local para o resgate das vítimas e retirada dos veículos.Entre 18h45 e 19h45, a concessionária registrou a passagem de 6.608 veículos pelos pedágios das rodovias Anchieta-Imigrantes em direção ao litoral. Desde a zero hora da última terça-feira, quando teve início a contagem para o Ano Novo, 411 mil veículos viajaram em direção ao litoral. Desde o início da manhã, o Sistema Anchieta-Imigrantes opera no esquema 7x3 (sete pistas para descida e três para subida).DutraNo final da tarde desta sexta-feira, dois acidentes causavam tráfego pesado na Rodovia Presidente Dutra, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro. Às 16h16, um veículo de passeio bateu na altura do quilômetro 33 da rodovia, em Cachoeira Paulista. Uma faixa da pista foi interditada por 30 minutos e provocou lentidão do quilômetro 34 ao 35. Pouco depois, às 16h20, outro veículo de passeio colidiu no quilômetro 161 da Dutra, região de Jacareí. Uma vítima com ferimentos leves foi encaminhada ao PS Jacareí. Uma faixa da via foi interditada por 15 minutos e resultou em congestionamento do quilômetro 161 ao 164. No trecho Rio de Janeiro da Dutra, havia tráfego com paradas na pista expressa do quilômetro 173 e 176, em Belford Roxo, por conta do excesso de veículos.Castelo Branco A Rodovia Castelo Branco tinha congestionamento às 18 horas desta sexta-feira somente no quilômetro 24, região de Barueri, sentido interior, devido ao excesso de veículos. O tráfego na Raposo Tavares fluía normalmente. Segundo a ViaOeste, responsável pela administração das rodovias, 30 mil carros já passaram pela Castelo desde as zero hora desta sexta-feira até o fim desta tarde. RégisMotoristas que deixaram a capital em direção ao litoral sul de São Paulo e a Curitiba enfrentaram grandes congestionamentos nesta sexta-feira na Rodovia Régis Bittencourt (BR-116). Às 18 horas, a Polícia Rodoviária Federal (PRF) registrava 40 quilômetros de trânsito quase parado na descida da Serra do Cafezal, entre Juquitiba e Miracatu. No trecho de serra, a rodovia passa de pista dupla para pista simples, formando um gargalo. O trecho é cheio de curvas, com a velocidade máxima de 60 quilômetros por hora controlada por 11 radares. O trânsito fluía de forma muito lenta entre o quilômetro 328, em Juquitiba, e o 368 em Miracatu. Os motoristas estavam gastando de duas a três horas para percorrer o trecho. De acordo com a PRF, o acúmulo de veículos, quase só automóveis, decorreu também da fuga do pedágio do Sistema Anchieta-Imigrantes, que tem tarifa de R$ 15,00. Motoristas que seguiam para Itanhaém e Peruíbe, no litoral sul, optaram pela Régis, que não tem pedágios. Em Miracatu, muitos carros seguiam para as praias usando o trecho final da Rodovia Padre Manoel da Nóbrega (SP-55). O garçom Denílson Carlos Luz, saiu de São Paulo às 10 horas e só chegou em Iguape, no litoral sul, às 15h30. "Perdi quase três horas na serra, sob um calor insuportável", reclamou. O trânsito deve ficar congestionado no mesmo trecho na manhã deste sábado. Foi registrada lentidão também no quilômetro 548, em Barra do Turvo, onde parte da pista está em obras. No sentido de Curitiba a São Paulo o trânsito estava normal. RodoviáriasPor receio que o caos nos aeroportos do País se repita no feriado do réveillon, muitos paulistanos optaram pelo transporte rodoviário. Nos três terminais rodoviários da cidade, o movimento aumentou 8%. Cerca de 220 mil pessoas devem embarcar entre esta sexta-feira e este sábado para quase dois mil destinos no País e no exterior. Só há passagens esgotadas para Angra dos Reis e Paraty, municípios do Rio de Janeiro. Ainda assim são vendidos bilhetes para as duas cidades para viagens a partir do dia 31, segundo informações são do Globo Notícias. Anhanguera e BandeirantesAs rodovias Anhangüera e Bandeirantes apresentaram movimento tranqüilo na tarde desta sexta-feira, de acordo com a AutoBan. Durante o dia, foram registrados dois acidentes na Bandeirantes. Por volta das 16 horas, uma criança de 7 anos morreu após ser atropelada no quilômetro 93 da rodovia, região de Campinas. Na parte da manhã, às 11h30, um carro com três passageiros capotou na altura do quilômetro 70, em Itupeva. Duas pessoas com ferimentos leves e uma em situação mais grave foram levadas ao Pronto-socorro Jundiaí. Balsa para Ilha Bella O Desenvolvimento Rodoviário SA (Dersa) informou o tempo de espera das balsas no litoral paulista às 18h30 desta sexta-feira. Na travessia de São Sebastião para Ilha Bela, no litoral norte de São Paulo, a espera é de 40 minutos do lado de São Sebastião. O tempo é maior para quem segue de Bertioga para Guarujá, onde a estimativa é de 50 minutos. A balsa de Cananéia - Ilha Comprida tem o menor tempo de espera, com 20 minutos.Evitar trânsitoA Companhia de Engenharia de Tráfego recomenda aos motoristas que forem pegar as estradas para o feriado prolongado do réveillon que se programem para viajar no final da noite ou de madrugada, entre 22 e 6 horas, e evitem o horário das 14 às 22 horas desta sexta e das 8 às 13 horas deste sábado. Para os paulistanos que vão para o Rio de Janeiro, pela rodovia Presidente Dutra, a recomendação é para evitar sair da cidade das 16 às 20 horas desta sexta-feira e das 9 às 14 horas deste sábado. Na tarde desta sexta-feira, motoristas enfrentavam estradas congestionadas.Atenção no litoralAlém de enfrentar possíveis congestionamentos nas estradas, os turistas que devem passar o final de ano nas praias do Litoral Norte também terão que ter paciência para enfrentar o mesmo problema nas áreas urbanas. O trecho da rodovia Rio-Santos, que corta a região, tem pelo menos 11 trechos problemáticos. Na balsa para Ilhabela os motoristas dispostos a pagar mais caro podem marcar hora, evitando filas de até três horas para a travessia. O serviço custa R$ 37,80 nos dias úteis e R$ 57,70 nos finais de semana e pode ser agendado pelo 0800-7045510, 24 horas por dia. Cerca de 20 mil veículos deverão fazer a travessia no período do réveillon, utilizando-se de seis embarcações que estarão de serviço.RetornoPara o retorno, a CET alerta aos motoristas que evitem o horário entre 14 e 22 horas de segunda e das 8 às 13 horas de terça. A companhia informa ainda que colocará guinchos em pontos estratégicos nos principais corredores de tráfego da cidade e nas proximidades das rodovias para facilitar eventuais remoções. A CET recomenda que os motoristas realizem uma vistoria completa no veículo antes de pegar a estrada, especialmente nos itens de segurança.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.