Motorista que atropelou cinco no Rio será indiciada por lesão corporal culposa

Um dos feridos está internado em estado grave no Hospital Miguel Couto, na Gávea, também na Zona Sul

Fábio Grellet e Gheisa Lessa - estadão.com.br, texto atualizado às 19h40

09 Março 2012 | 11h36

SÃO PAULO - A motorista que atropelou cinco pessoas na manhã desta sexta-feira, 9, no Aterro do Flamengo, na Zona Sul do Rio, será indiciada por lesão corporal culposa (sem intenção).

O jipe Mitsubishi Pajero guiado por ela subiu o canteiro e atingiu as vítimas, entre elas dois trabalhadores que pintavam a ciclovia para demarcá-la. Um deles está internado em estado grave no Hospital Miguel Couto, na Gávea, também na Zona Sul.

A motorista, que não teve o nome revelado pela polícia, contou na delegacia que se assustou e perdeu o controle da direção do veículo. Uma das vítimas foi atendida pelos bombeiros e não precisou ser levada para o hospital.

O velejador e arquiteto aposentado Ivan Pimentel, de 72 anos, também foi atingido pelo veículo. Morador de Botafogo, na Zona Sul, ele havia pedido emprestado a bicicleta do filho para pedalar por hobby. "Ele escolheu o Aterro porque considerava mais seguro", contou o filho, João Pimentel.

Ele fraturou o punho esquerdo e três costelas e foi encaminhado para o hospital Copa D'Or.

De acordo com o Centro de Operações do Rio, o acidente aconteceu na pista sentido centro, na altura do Morro da Viúva. O acidente deixou o trânsito intenso na região no período da manhã, por volta das 8h30.

Mais conteúdo sobre:
AtropelamentoacidenteAterro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.