Motoristas ainda encontram trânsito lento em SP

Os motoristas ainda enfrentam trânsito complicado nas principais vias de São Paulo, em razão do movimento intenso de veículos na véspera do feriado prolongado da Independência da República. Na última medição da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), feita às 20 horas, foram registrados 139 quilômetros de lentidão em toda a cidade.O pior trecho ainda está na pista expressa da Marginal do Tietê, sentido Lapa-Penha, onde o engarrafamento era de quase doze quilômetros, desde a Ponte Atílio Fontana até a Rua Azurita. Pela via local, o congestionamento é de oito quilômetros, entre as pontes Atílio Fontana e Casa Verde.Já na pista expressa da Marginal do Pinheiros, sentido Rodovia Castelo Branco, o trânsito está carregado por 6,6 quilômetros, desde a Ponte Eusébio Matoso até a Rodovia Castelo Branco.ManifestaçõesCerca de 200 estudantes da Organização Não Governamental Educação e Cidadania de Afrodescendentes e Carente (Educafro) ainda realizam um protesto na capital paulista na noite desta quarta-feira, 6. De acordo com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), a manifestação começou por volta das 18 horas em frente à Câmara Municipal, de onde saíram em passeata até chegarem, por volta das 19h30, no Teatro Municipal, localizado na Rua Xavier de Toledo, perto do Vale do Anhangabaú. Os estudantes ocupam a escadaria do teatro e a calçada. Uma das reivindicações do grupo é a criação de mais espaços para eventos culturais, além de cotas em universidades para afrodescendentes e estudantes da escola pública. Um outro grupo formado por funcionários da Volkswagen e militantes do Partido da Causa Operário (PCO) está reunido na calçada da Avenida Paulista, sentido Paraíso, em frente a Sabesp, desde às 18 horas. A Polícia Militar ainda não sabe os motivos dos protestos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.