Motoristas de ônibus de BH vão entrar em greve

Os motoristas e cobradores de ônibus de Belo Horizonte decidiram, em duas assembléias nesta quarta-feira, entrar em greve a partir de zero hora desta quinta-feira. Mais de 1,5 milhão de usuários devem ser prejudicados. Os rodoviários reivindicam reajuste salarial de 108%, redução da jornada de trabalho e manutenção de benefícios já conquistados, como plano de saúde e tíquetes de alimentação.O sindicato das empresas de ônibus da capital mineira (Setransp) oferece reajuste inferior a 5% e alega que o crescimento no número de lotações reduziu o faturamento, o que levou empresários a suspender benefícios. A Polícia Militar deverá montar esquema especial, nas portas das garagens e principais vias da cidade, para evitar piquetes e tentar garantir o funcionamento de parte da frota.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.