Motoristas e cobradores da Viação Capital voltam ao trabalho

Motoristas e cobradores da Viação Capital, que atende bairros na zona leste de São Paulo, já estão retornando ao trabalho. Durante a madrugada, a categoria cruzou os braços para protestar contra o não-pagamento dos salários de maio e cerca de 100 mil pessoas ficaram prejudicadas até o início da manhã pela falta dos ônibus. A Viação Capital possui cerca de mil empregados e opera 25 linhas entre a zona leste da capital paulista e a região central da cidade. Logo cedo, os trabalhadores fizeram uma manifestação, bloqueando totalmente a rua onde fica a garagem da viação, na região do Tatuapé. Diante do movimento, os proprietários da empresa prometeram que fariam o pagamento ainda esta manhã. De fato, conforme o setor de tráfego da Viação Capital, há cerca de uma hora, os funcionários começaram a receber o dinheiro em espécie, na boca do caixa, e já estão colocando os coletivos nas ruas. O plano de emergência da SPTrans, adotado para suprir a ausência dos carros da Viação Capital, está sendo desativado paulatinamente, à medida em que os motoristas e cobradores vão retomando suas atividades.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.