Motoristas e cobradores de Curitiba fazem greve

Além de São Paulo, o transporte coletivo de Curitiba também amanheceu em greve. Motoristas e cobradores protestam por aumento salarial, de acordo com o Jornal Gazeta do Povo, do Paraná. A URBS, empresa que administra o transporte coletivo na capital paranaense e região, deve se manifestar sobre a paralisação ao longo do dia. No entanto, a companhia já começou a cadastrar veículos particulares para fazer o transporte coletivo. O preço máximo que pode ser cobrado é de R$ 4,00 por passageiro.Por causa da paralisação, muitos curitibanos tiveram que sair de casa de carro, o que provocou maior lentidão em alguns pontos da cidade. Quem preferiu pegar um táxi também enfrentou problemas. Os telefones das empresas de rádio táxi estão congestionados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.