Motoristas encerram greve de ônibus que afetava a zona leste de SP

Coletivos da Viação Himalaia começaram a sair da garagem II por volta das 7h; Justiça determinou multa por paralisação

Marília Lopes, Central de Notícias

03 de fevereiro de 2011 | 08h25

SÃO PAULO - Os funcionários da garagem II da Viação Himalaia decidiram terminar a greve, que começou na segunda-feira, e já retornam ao trabalho. A decisão foi tomada após uma reunião na manhã desta quinta-feira, 3. Segundo informações da empresa, os ônibus começaram a deixar a garagem por volta das 7h da manhã. A empresa atende linhas que fazem a ligação entre a zona leste e a região central da capital.

 

Apesar do fim da greve, a São Paulo Transportes (SPTrans) mantém o Plano de Atendimento Entre Empresas em Situação de Emergência (Paese) desde às 3h. A SPTrans afirmou que só irá desativar o Paese quando o funcionamento da frota da Himalaia estiver totalmente normalizado. Nesta quinta-feira, o Paese conta com 100 ônibus atendendo as 11 principais linhas, do total de 26, operadas pelos 304 ônibus do pátio.

 

Ainda durante a madrugada, os funcionários da garagem I, localizado no Tatuapé, de onde saem os trólebus, voltaram ao trabalho. Os veículos começaram a ser liberados normalmente a partir das 2h45. Ontem, o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) determinou multa de R$ 100 mil por dia ao Sindicato dos Motoristas e Cobradores em caso da continuidade da greve, iniciada na última segunda-feira, 31.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.