Motoristas encontram boas condições de tráfego em SP

Apesar da expectativa de problemas no trânsito por causa da chegada do presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, os paulistanos não enfrentavam congestionamentos nas principais vias da capital paulista por volta das 20 horas, quando a lentidão chegou a 25 quilômetros. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), o índice está bem abaixo da média para o horário, que é de 44 quilômetros.A situação também melhorou em comparação com a medição feita às 19h30 quando a companhia registrou 50 quilômetros de lentidão, também abaixo da média de 67 km. O trecho mais complicado estava na pista expressa da Marginal do Tietê, sentido Lapa-Penha, onde o motorista reduzia a velocidade por quatro quilômetros, entre a Ponte da Casa Verde até a Rua Azurita. Já no sentido Penha-Lapa, havia 3,5 km de lentidão entre as pontes Julio de Mesquita Neto e Velha Fepasa. Na Avenida Radial Leste, sentido bairro, havia 3,5 km de congestionamento a partir do Viaduto Pires do Rio. No corredor norte-sul, formado pelas avenidas Rubem Berta, 23 de Maio e Moreira Guimarães, sentido da Avenida Ibirapuera, a lentidão atingia três km entre a Rua Menaldo Rodrigues até a Avenida dos Bandeirantes. Já na Marginal do Pinheiros, sentido Interlagos, a pista expressa estava com cerca de dois km de lentidão entre as pontes Ary Torres e Morumbi. A situação no trânsito ficou bem complicada no final da tarde na região da Avenida Paulista por causa da manifestação que reúniu cerca de seis mil pessoas na Avenida Paulista em comemoração ao Dia Internacional da Mulher e em protesto contra a visita do presidente americano, George W. Bush, à cidade.Os manifestantes chegaram a ocupar as duas pistas da avenida. e a CET montou um desvio pela Rua Treze de Maio. Também houve problemas no corredor Bernardino de Campos, formado pelas avenidas Vergueiro e Domingos de Morais. A melhor opção era a Avenida Brasil. SegurançaPor questões de segurança, os locais e horários por onde o presidente vai passar não foram divulgados. Bush e a primeira-dama, Laura Bush, vão chegar na noite de quinta-feira no Aeroporto Internacional de Cumbica, em Guarulhos. De lá, seguem para o Morumbi, na zona sul da cidade, onde vão ficar hospedados no hotel Hilton. Por conta da presença do casal, a Avenida Luís Carlos Berrini ficará interditada. O Comando Militar Sudeste informou que as Ruas Heinrich Hertz, Arizona, Leon Foucault, Edward Weston, John Baird e James Joule, no Itaim Bibi, na zona sul, já foram interditadas. O esquema de segurança montado pelo Exército prevê que até o tráfego de pedestres será fechado em algumas das vias de São Paulo. Conforme o Comando, em outras vias, somente veículos serão proibidos de passar. Texto atualizado às 20h28

Agencia Estado,

08 de março de 2007 | 19h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.