Motoristas enfrentam congestionamentos no retorno a São Paulo

O motorista que trafega pelo Sistema Anchieta-Imigrantes, sentido Capital, enfrenta um congestionamento de cerca de seis quilômetros. O primeiro, é no trecho de Planalto, no quilômetro 53, depois a lentidão está entre os quilômetros 40 e 38 e, um pouco mais à frente, o motorista reduz a velocidade por cerca de três quilômetros, a partir do quilômetro 27 até 24. De acordo com a Ecovias, na Baixada Santista, o motorista também tem problemas na rodovia, próximo ao trecho de semáforos. Dos 597 mil veículos conduzidos rumo à festa de ano novo no litoral, 345 mil já retornaram. O sistema opera com oito faixas no sentido São Paulo e o motorista que quer chegar ao litoral tem duas faixas. As rodovias Anchieta, Padre Manoel da Nóbrega e Cônego Domênico Rangoni tem trânsito lento, mas não apresentam congestionamento. A Rodovia Castelo Branco, sentido capital, por onde retornam os mais de 50 mil veículos que passaram o réveillon no interior, apresenta congestionamento com paradas por cerca de 48 quilômetros. De acordo com a concessionária Viaoeste, a morosidade é do quilômetro 73 ao 25. A Raposo Tavares também apresenta trânsito carregado no trecho que vai do quilômetro 45 ao 41.A Rodovia Fernão Dias apresenta morosidade desde Bragança Paulista até São Paulo, mas não há pontos de parada, de acordo com a Polícia Rodoviária Federal. Na Régis Bittencourt o tráfego também está complicado desde Miracatu até São Paulo, mas também não há trechos com paradas.A Rodovia Anhangüera está com aproximadamente quatro quilômetros de congestionamento, entre os quilômetros 26 e 22. A Bandeirantes tem lentidão desde o quilômetro 70 até São Paulo. Os locais mais carregados são os quilômetros 60, 55 e 54.A Rodovia dos Tamoios, por onde voltam os paulistanos que passaram o feriado em Ubatuba, no litoral norte do Estado, tem tráfego intenso no trecho de Planalto. Na Mogi-Bertioga, o trânsito está carregado, mas não há paradas. A Rodovia Oswaldo Cruz apresenta um fluxo de veículos acima do normal, mas não tem lentidão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.