''Motoristas nos desafiam'', reclama marronzinho

Em apenas dois dias, o Estado flagrou cinco infrações de trânsito cometidas por placas azuis em São Paulo. De acordo com o Ministério das Relações Exteriores, circulam na cidade 343 veículos de placas com iniciais CC (Repartição Consular de Carreira). Em um dos casos, um Golf parou irregularmente na hora do almoço na Alameda Jaú, esquina com a Rua Augusta, obrigando outros motoristas a se afunilarem em uma única pista. Mais tarde, na Rua General Mena Barreto, nos Jardins, um Passat parou exatamente à frente de placa que indicava início de proibido parar e estacionar. O motorista só deixou o local ao ser fotografado. Na Rua Frei Caneca, um Mondeo estacionou em área de zona azul e permaneceu mais de duas horas sem o cartão. Nenhum agente o autuou.Oficialmente, a CET diz que orienta seus agentes a dar aos placas azuis "o mesmo tratamento" de qualquer outro veículo. A companhia não informou a média de multas desses veículos por mês, embora afirme encaminhar as autuações ao Itamaraty. Agentes ouvidos pela reportagem, no entanto, disseram que não costumam multar esses veículos e somente orientam motoristas para que deixem o local, quando estão estacionados irregularmente. "Normalmente, somos maltratados. Os motoristas, principalmente os brasileiros, sempre nos desafiam dizendo: pode multar, que não vai dar em nada", diz um agente. A Polícia Militar diz que apenas comunica os consulados dos carros infratores e não os autua.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.