Motoristas protestam contra morte de colega

Os cobradores e motoristas do Consórcio Bandeirantes, que atende a zona oeste da capital, estão paralisados esta manhã em protesto contra a morte de um motorista durante um assalto, no final da noite de ontem.Conforme a São Paulo Transporte (SPTrans), que administra o transporte de ônibus da capital, os funcionários do consórcio começaram a trabalhar às 5 horas mas, a partir das 6 horas, recolheram todos os ônibus. Às 8h30, a empresa acionou o Plano de Auxílio a Empresas em Situação de Emergência (Paese), que cobre as linhas prejudicadas com nove ônibus.O motorista José Carlindo A. Silva, de 31 anos, foi morto com três tiros dentro do ônibus. Durante o assalto, os bandidos balearam ainda o cobrador Joaquim Alves Neto, de 51, que está internado no Pronto-socorro Geral de Taipas. O caso foi registrado no 46º Distrito Policial da capital.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.