Motoristas são detidos por não transportarem idosos no Rio

Seis motoristas de ônibus da linha C-10 (Central-Bairro de Fátima), administrada pela empresa Transurb, foram detidos, na manhã desta quinta-feira,9, no Rio de Janeiro, após se recusarem a levar idosos. A operação foi montada pela Delegacia de Atendimento e Proteção ao Idoso (DEAPTI), que recebeu várias denúncias de que os motoristas desta linha costumam deixar idosos sem transporte.Os policiais acompanharam as tentativas dos idosos de embarcar nos ônibus. Cada vez que eles eram barrados, o motorista era detido e levado para a delegacia, para prestar depoimento. Os veículos foram apreendidos e liberados em seguida, pois não tinham irregularidades. Os motoristas não ficaram presos - foram liberados após serem ouvidos. Eles afirmaram que a empresa estabelece uma cota máxima de idosos a serem transportados em cada viagem: apenas três. A regra vale mesmo que os idosos tenham o cartão eletrônico que garante o passe livre. "A lei estabelece que as empresas que operam microônibus são obrigadas a transportar um número ilimitado de idosos", explicou José Freitas, o delegado responsável pela operação. "Sempre recebemos muitas denúncias sobre esta linha porque seu ponto final fica a 200 metros da delegacia". Um inquérito foi aberto para apurar quem são os funcionários das empresas que deram as ordens aos motoristas. A gratuidade para pessoas com mais de 65 anos nos transportes coletivos públicos está prevista no artigo 39 do Estatuto do Idoso. O primeiro parágrafo do artigo estabelece ainda que. "para ter acesso à gratuidade, basta que o idoso apresente qualquer documento pessoal que faça prova de sua idade".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.