Motoristas suspendem greve em Sorocaba

Os motoristas de ônibus das duas empresas que operam o serviço de transporte coletivo de Sorocaba, a 92 quilômetros de São Paulo, decidiram aceitar os 7% de aumento oferecido pelos patrões e suspender a greve marcada para hoje. A proposta foi acatada durante assembléia realizada de manhã com os condutores do turno da noite e será referendada, no final da tarde, pelos motoristas do turno diurno. Os 1.200 trabalhadores reivindicavam 10% de aumento real, mais 9,26% de reposição salarial. Segundo o presidente do Sindicato dos Condutores, Paulo José Estausia, o aumento ficou abaixo do esperado, mas foi aceito para evitar os transtornos que uma greve traria à população. Segundo ele, as negociações vão continuar. As empresas comprometeram-se a dar mais 1,87% de reajuste sobre os salários de setembro próximo. O valor do tíquete refeição foi aumentado de R$ 6,50 para R$ 7,50 e cada empregado passou a ter direito, no retorno das férias, a R$ 180,00 a título de participação no lucro da empresa. Com o reajuste de 7% valendo para o salário de maio, o piso salarial dos motoristas em Sorocaba passou de R$ 1.018,00 para R$ 1.089,26.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.