Mototaxista é morto por colega com tiro na cabeça

O mototaxista Valdecir Rodrigues Leão, de 25 anos, foi morto com um tiro na cabeça hoje de manhã nos Campos Elíseos, em Ribeirão Preto. Ele estava em frente a um restaurante quando foi atingido por um tiro. O autor fugiu numa moto. Leão foi socorrido com vida, mas não resistiu. Com as descrições de testemunhas, a PM localizou o autor do crime pouco depois, na estrada de Jardinópolis. O também mototaxista Celso de Grandi, que trabalhava com Leão e tinha um revólver calibre 38 com uma bala deflagrada, confessou o crime. Ele alegou que não tinha intenção de atirar e que o fez só porque o colega o teria agarrado pelo pescoço. Ainda segundo De Grandi, Leão o teria acusado de roubo, há duas semanas, e o ameaçado de morte.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.