Movimentação na Rodoviária Novo Rio pode chegar a 80 mil pessoas

Empresas de ônibus que atuam no terminal disponibilizaram 12,6 mil veículos, sendo 3,5 mil extras

Agência Brasil,

22 Fevereiro 2012 | 14h21

RIO DE JANEIRO - Quase 80 mil pessoas devem chegar ou partir do Rio nesta quarta-feira de Cinzas, 22, a partir dos terminais da Rodoviária Novo Rio, na zona portuária da capital fluminense. Pelos cálculos do Consórcio Novo Rio, que administra o terminal, 52 mil pessoas devem chegar, até o fim do dia, à capital fluminense. O número representaria o dobro das partidas estimadas. A maior parte das pessoas que chega ao Rio vem da Região dos Lagos e de algumas cidades históricas de Minas Gerais.

De acordo com o consórcio, este ano, seis plataformas foram incorporadas à área de desembarque para reduzir os impactos no trânsito, tanto no terminal quanto no entorno da rodoviária. De manhã, não havia registro de atrasos de partida e chegada de ônibus, mas, nas vias laterais, o fluxo de táxis complicou o trânsito no local e nas proximidades.

O tumulto não chegou a incomodar alguns passageiros, como o engenheiro Tito Pereira de Souza, que estava deixando o Rio em direção à cidade de Arraial do Cabo, na Região dos Lagos. "Está bem organizado aqui [rodoviária], é claro que o fluxo de pessoas é normal por causa da época, mas está bem organizado e não vi tumulto", disse.

A secretária Aline Dutra, que chegou de Cabo Frio, também na Região dos Lagos, informou que apesar de o ônibus em que veio ter saído com atraso, chegou pontualmente ao Rio de Janeiro. "Saiu de lá com atraso [ônibus], mas chegou no tempo previsto, foi bem tranquilo", comentou.

Segundo a assessoria de imprensa do Consórcio Novo Rio, durante todo o período de carnaval, desde o dia 16 até hoje, mais de 400 mil passageiros devem passar pela rodoviária. As 42 empresas de ônibus que atuam no terminal disponibilizaram 12,6 mil veículos, sendo 3,5 mil extras.

Mais conteúdo sobre:
Rodoviária Novo Riocarnaval

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.