Movimento 'Black Lives Matter' divulga apoio aos protestos no Brasil

O movimento americano que luta contra o racismo nos Estados Unidos publicou mensagem em sua página no Twitter em defesa dos protestos brasileiros e com críticas ao vice-presidente Hamilton Mourão

Redação, O Estado de S.Paulo

21 de novembro de 2020 | 20h16

Os protestos contra o assassinato de João Alberto Silveira Freitas, um homem negro de 40 anos, por seguranças que trabalhavam no supermercado Carrefour, em Porto Alegre, ganhou o apoio público do movimento "Black Lives Matter" - que luta contra o racismo nos Estados Unidos. Além de apoiar os ativistas brasileiros, o movimento também criticou o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) por ter declarado não existir racismo no País. 

O twitter oficial do movimento postou mensagens sugerindo o boicote à rede de supermercados Carrefour e empenhando solidariedade "às pessoas que protestam no Brasil depois que João Alberto Silveira Freitas, negro de 40 anos, foi assassinado por seguranças do supermercado Carrefour, sendo um deles um policial militar temporário de folga". 

Sobre a fala de Mourão, o movimento posicionou-se dizendo que não aceita que "as responsabilidades se concentrem em ações individuais". O grupo afirmou que a posição do Mourão é inaceitável. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.