Movimento contra violência faz manifestação no Masp

O movimento Basta de Violência, Exclusão e Impunidade reuniu cerca de 500 pessoas num ato de protesto contra a violência no vão livre do Masp, na Avenida Paulista. Entidades que integram o movimento vão enviar aos governos de São Paulo, da União e do município medidas com propostas de combate à violência. Entre elas, querem a criação de programas de delação premiada para quem ajude a desvendar, impedir ou abortar a prática de crimes.O presidente do rabinato da Congregação Israelita Paulista, Henry Sobel, disse que esse tipo de manifestação "visa assinar o compromisso de não vivermos mais sob a ditadura dos criminosos". Referindo-se ao jornalista Tim Lopes, assassinado por traficantes no Rio, Sobel disse que a única maneira de render tributo à memória do profissional e de outras vítimas "é manter o espírito de indignação e inconformismo dentro do nosso coração, e nunca mais calar". Parentes de vítimas de violência participaram da manifestação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.