Movimento é tranqüilo nas estradas paulistas

Quem optou por viajar hoje, parafugir do trânsito intenso da quinta-feira nas princiais rodoviasque saem da capital, acertou. As estradas estavam tranqüilas, oque deixou satisfeito o casal Carlos e Raquel Santos. Elesviajavam, pela Rodovia Presidente Dutra, para a cidade mineirade São Lourenço, conhecida por suas fontes hidrominerais. Os dois não gostam de viajar à noite, por issopreferiram pegar a estrada na Sexta-Feira Santa. "Felizmente otrânsito está muito bom", disse Carlos, que é engenheiromecânico. Eles tinham um outro motivo para estar feliz: domingoos dois completam oito anos de casados. "Estamos viajandojustamente para comemorar", contou Raquel, que é jornalista,mas atualmente não exerce a profissão. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual, viajar hoje foitranqüilo em quase todas as rodovias de São Paulo. Apenas naPadre Manoel da Nóbrega, na Pedro Taques, na Piaçagüera-Guarujáe Rio-Santos houve movimento acima do normal. Na Dutra, o únicoponto de lentidão foi no sentido São Paulo-Rio, altura do km 118 em Taubaté, região do Vale do Paraíba. Lá chegou a se formarcongestionamento com 5 quilômetros de extensão por causa dasobras que estão sendo feitas na ponte sobre o Rio Quiriri. Outro ponto com tráfego intenso foi na Rodovia CasteloBranco, sentido interior-capital. Os motoristas enfrentaram doisquilômetros de congestionamento desde Alphaville, no km 23 aBarueri, no km 25, por causa do excesso de veículos. No SistemaAnchieta-Imigrantes o movimento foi intenso pela manhã emdireção ao litoral mas sem lentidão nem acidentes. O chefe do serviço de resgate do Hospital MunicipalErmelino Matarazzo, de São Paulo, Henrique Molina, não tinha oque comemorar, hoje. Acompanhado da mulher, Estér, da filha,Fernanda, de 5 anos, da cunhada e mais duas crianças, ele pegoua Dutra para passar o feriado no seu sítio, em Mogi das Cruzes.Na altura do km 209, no munícipio de Guarulhos, o pneu dianteirodireito de seu Chevette estourou e o carro capotou. Felizmente tudo não passou de um susto. Ninguém se feriucom gravidade. "Foram apenas alguns arranhões", disse Molina."Não vou deixar que isso estrague o nosso feriado. Vamos noslivrar da burocracia aqui e fazer o que estava programado." O programa do advogado Emilson Vander Barbosa era umpouco diferente. com os amigos Sidicléber Batista Galdino,Adriano Batista dos Santos e Carlos Antônio Batista dos Santos,ele pegou a Fernão Dias para ir até a cidade mineira de OuroFino. "Vamos pescar numa represa que tem lá", revelou Barbosa."Trabalhamos ontem, por isso resolvemos viajar hoje. Sem querer acertamos. O trânsito está muito bom."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.