Movimento no Sistema Anchieta-Imigrantes é intenso

O tráfego no Sistema Anchieta-Imigrantes é intenso às 17h30 desta quinta-feira, 5. Apesar do grande fluxo de veículos, apresentavam lentidão os quilômetros 64 ao 60 da Anchieta, na chegada a Santos, em razão do excesso de caminhões. O sistema operava no esquema cinco por cinco. Desde o início da contagem para o feriado de Páscoa, iniciado na quarta-feira, 4, 91 mil veículos já passaram pelo sistema rumo à Baixada Santista, sendo 7.064 deles na última hora. A concessionária prevê que de 250 a 350 mil veículos usem as vias no período. Quem segue para as demais regiões do Estado não enfrenta problemas. As rodovias Anhangüera, Ayrton Senna, Bandeirantes e Raposo Tavares apresentavam tráfego normal. Na Rio-Santos (SP-55), a circulação era intensa, mas sem pontos de parada. Já a Castelo Branco apresentava morosidade na altura do quilômetro 15, no sentido São Paulo, na divisa entre Osasco e a Capital. De acordo com as empresas que administram as vias, até às 17h30 desta quinta-feira não foram registrados acidentes graves. Litoral Norte A polícia rodoviária prevê que cerca de 70 mil veículos devem passar pelas rodovias dos Tamoios (SP 66) e Oswaldo Cruz (SP 125) até sexta-feira. O movimento maior é esperado para depois das 18 horas até às 23 horas. A expectativa é de que cerca de meio milhão de pessoas desçam a serra para passar o feriado nas praias de Ubatuba, Caraguatatuba, São Sebastião e Ilhabela. Hoteleiros e empresários acham que haverá redução no movimento desse ano, em relação a 2006, por conta do problema da dengue que atinge a região, principalmente Ubatuba. A cidade já registrou dois casos de morte por contaminação do tipo hemorrágico. O Sindicato dos Hotéis e Restaurantes da região trabalha com a possibilidade de uma queda de até 15% do público. No entanto, o secretário de Turismo de Caraguatatuba, Ricardo Ribeiro, está otimista e espera um crescimento de 5% em relação ao movimento do ano passado. O secretário acha que o apagão aéreo terá pouca influência no fluxo de turistas para a região nesse feriado. "O que tinha que dar já deu na reserva dos hotéis", afirmou. Texto atualizado às 18h25

Agencia Estado,

05 Abril 2007 | 17h13

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.