Movimento nos aeroportos cai 3,7% após acidente, diz Anac

O movimento de passageiros nos vôos domésticos do País caiu 3,7% em agosto na comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo dados divulgados hoje pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A ocupação média dos aviões também recuou: de 73% em agosto de 2006 para 59% no mês passado. Em julho, a taxa de ocupação havia sido de 72%. Esta é a primeira avaliação do desempenho do setor aéreo em um mês inteiro desde o acidente com o Airbus da TAM, em 17 de julho. Os dados de julho tiveram influência parcial do acidente e ainda sofreram impacto da temporada de férias escolares. A TAM mantém a liderança de mercado, com fatia de 49,28% do movimento doméstico em agosto, ante 50,63% em julho. A Gol obteve fatia 36,89%, estável em relação aos 36,90% do mês anterior. A nova Varig (VRG) ficou com 2,30%, leve baixa sobre os 2,73% de julho. A BRA ampliou sua participação de 4,11% para 5,06% no período, enquanto a OceanAir subiu de 2,62% para 2,98%. A ocupação média dos aviões da TAM caiu de 74% em agosto de 2006, e também dos mesmos 74% em julho, para 62% em agosto de 2007. No caso da Gol, a taxa de ocupação recuou de 77% em agosto de 2006, e 71% em julho, para 55% no mês passado. A nova Varig teve 38% dos assentos de seus aviões ocupados, contra 52% em julho. A BRA registrou ocupação de 74%, estável em relação ao mês anterior e levemente abaixo dos 76% de agosto de 2006. Já a OceanAir contabilizou 68% dos assentos ocupados, abaixo dos 73% de julho, mas superior aos 51% de agosto de 2006.

TÉO TAKAR, Agencia Estado

10 Setembro 2007 | 19h42

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.