Movimento nos aeroportos de SP está mais tranqüilo

Na madrugada deste domingo, 1, a situação nos aeroportos de São Paulo é de relativa calma. O embarque para vôos internacionais e da companhia aérea TAM no aeroporto de Cumbica eram os únicos que apresentavam filas. Congonhas também apresenta uma situação mais calma do que aquela que ocorreu durante todo o sábado, 31. Até às 6h deste domingo, de acordo com o site da Infraero, estão previstos 32 vôos chegando ao aeroporto de Cumbica. Destes 27 estavam confirmados até às 4h22, mas apresentavam pequenas alterações em seus horários. Ainda segundo o site, 16 decolagens estavam previstas, mas apenas 8 foram confirmadas. O vôo 99978 da companhia área BRA que deveria partir 6h está confirmado para às 17h35 deste domingo. O Aeroporto de Congonhas começa a funcionar a partir das 5h. Por volta das 4h45, uma fila já se formava no check-in, que ainda estava fechado. Para este domingo, a Infraero anunciou que estão programados 1.800 vôos em todo o País. Sábado De acordo com a Infraero, da zero hora às 19h20 do sábado, 31, o índice de atrasos nos vôos chegou a 28,8%, com demoras superiores a uma hora em 357 dos 1.241 vôos programados para o dia, segundo informou a Infraero. Foram cancelados 111 vôos em todo o Brasil. Em Congonhas, no maior aeroporto do País, dos 209 pousos e decolagens, 25,4% (53) apresentaram atrasos superiores a uma hora e 15 foram cancelados. Em Cumbica, no município de Guarulhos, os atrasos foram menores: de 167 vôos programados até as 19h20, 16,8% (28) estavam atrasados e 17 foram cancelados. O caos nos maiores terminais brasileiros foi provocado por uma paralisação de controladores de tráfego aéreo. O protesto começou na última sexta, por volta das 19 horas, e se estendeu até o início da madrugada de sábado, quando foi fechado um acordo entre os militares e o governo, que prevê a desmilitarização da carreira de controlador.

Agencia Estado,

01 Abril 2007 | 04h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.