MP denuncia e prende integrantes de grupo de extermínio no Rio

Dois suspeitos foram presos acusados de atuar em quadrilha na zona oeste da cidade

Luciana Fadon Vicente, Central de Notícias

07 de dezembro de 2010 | 13h23

SÃO PAULO - O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) denunciou e prendeu dois integrantes de um grupo de extermínio que atuava na zona oeste da cidade. A denúncia por homicídio qualificado foi feita pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), e recebida em novembro pelo juíz da 1ª Vara Criminal da capital (1º Tribunal do Júri), que decretou a prisão preventiva requerida pelo MP-RJ.

A Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI) do MP-RJ cumpriu os mandados de prisão de Robson Luiz Ferreira de Carvalho e Rubens de Melo Barbosa, o Rubinho, na última sexta-feira. O primeiro foi encontrado em casa, no bairro de Pedra Guaratiba, na zona oeste.

 

Rubens também foi preso em sua residência. Com ambos, foram apreendidos um revolver e mais oito munições. Os dois foram levados à 35ª DP de Campo Grande.

Robson e Rubinho são acusados de assassinar Ramon Ribeiro Santos em um bar em Capoeira Grande, em Pedra de Guaratiba. Ramon, que seria usuário de drogas, recebeu vários tiros, inclusive no rosto e na nuca.

 

Outras pessoas, que prestaram depoimento ao Gaeco, já teriam sido intimidadas pela dupla, considerada extremamente violenta, tendo já cometido outros homicídios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.