MP denuncia mãe e padrasto por torturar criança de 8 anos no Rio

Segundo denúncia, casal colocou um ovo superaquecido nas mãos da criança como punição após menina ter retirado R$2,60 da carteira do homem

Priscila Trindade, estadão.com.br

09 de setembro de 2010 | 16h24

SÃO PAULO - O Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) denunciou nesta quinta-feira, 9, a mãe e o padrasto de uma menina de 8 anos por terem espancado e torturado a criança, em 21 de julho deste ano, em Niterói.

 

Segundo a denúncia contra Josiane Gomes Soares e Joarder Gomes Santiago, o casal colocou um ovo superaquecido nas mãos da criança - o que causou lesões que poderão levar a uma deformidade permanente. A tortura ocorreu dentro da residência da família, no bairro do Fonseca, após a menina ter retirado R$ 2,60 da carteira do padrasto.

 

Segundo a acusação, "os autores do delito, de forma fria e cruel, causaram intenso sofrimento físico à vítima, sob a roupagem de a estarem educando."

 

O MP afirmou ainda que, nos autos do inquérito, conduzido pela 78ª Delegacia de Policia, em Fonseca, constam diversas declarações de familiares informando que a mãe e o padrasto tinham o hábito de agredir fisicamente a criança.

 

No dia seguinte à agressão, o casal saiu para trabalhar e a vítima procurou ajuda no Destacamento de Policiamento Ostensivo (DPO) do Fonseca. Os acusados pelo crime de tortura estão presos temporariamente pelo prazo de 30 dias.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.