Reprodução/Instagram e PRF
Reprodução/Instagram e PRF

MP denuncia motorista de Cristiano Araújo por duplo homicídio culposo

Para o promotor, Ronaldo Miranda agiu com imprudência, negligência e imperícia ao dirigir o carro onde viajavam o cantor sertanejo e a namorada; pena pode chegar a 4 anos de prisão

Marília Assunção , Especial para o Estado

21 Setembro 2015 | 21h11

GOIÂNIA - Ronaldo Miranda, motorista do cantor Cristiano Araújo, foi denunciado pelo promotor Nelson Vilela Costa por duplo homicídio culposo (sem intenção) pelas mortes do sertanejo e da namorada, a estudante Allana Coelho de Morais. O promotor seguiu a mesma linha de denúncia da Polícia Civil que, por sua vez, havia se baseado na perícia. 

A denúncia foi divulgada nesta segunda-feira,  21, pelo Ministério PÚblico. Para o promotor, ficou claro que Miranda dirigiu com imprudência, negligência e imperícia o carro onde o casal viajava, sem cinto de segurança, na volta de um show. Com apenas dois meses de uso, a Range Rover, que teve pneus e rodas trocados, capotou a quase 180 quilômetros por hora.

A acusação foi agravada por detalhes como a adulteração das rodas, o que afetou a segurança do veículo. A perícia confirmou a existência de vários pontos de solda nas rodas. Um dos pontos agiu como uma lâmina, cortando o pneu. Em alta velocidade, esse fator afetou a dirigibilidade do carro. 

Fora os agravantes, se condenado pelo duplo homicídio, o motorista pode cumprir pena que vai de 2 a 4 anos de detenção.

O acidente aconteceu no dia 24 de junho, na BR-153, entre o trevo de acesso a Morrinhos e um posto da Polícia Rodoviária Federal, próximo de Goiatuba, a caminho de Goiânia.

Mais conteúdo sobre:
Cristiano Araújo MP

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.