MP denuncia quadrilha que distribuía ilegalmente medicamentos

Grupo foi alvo da operação Papa-Léguas, comandada pela Polícia Federal

Tiago Rogero , Estadão.com.br

02 de junho de 2011 | 10h29

RIO - O Ministério Público Federal (MPF) ofereceu denúncia na quarta-feira contra 16 integrantes de uma quadrilha acusada de tráfico de lança-perfumes e distribuição ilegal de medicamentos, como anabolizantes e abortivos, na região metropolitana do Rio. O grupo foi alvo da operação Papa-Léguas da Polícia Federal (PF), realizada em 11 de maio em quatro estados: além do Rio, Minas Gerais, Santa Catarina e Paraná.

 

Segundo a PF, o grupo comprava mercadorias e armas na Argentina e no Paraguai. O material entrava no Brasil por Foz de Iguaçu, no Paraná, e era levado para outros estados em veículos particulares. A quadrilha chegou a transportar ampolas de lança-perfume inclusive por Sedex, o serviço de entrega rápida dos Correios.

 

Todos os integrantes foram denunciados por tráfico de drogas, distribuição ilícita de medicamentos, contrabando ou descaminho e formação de quadrilha para a prática de crime hediondo. Quando a operação foi realizada, a Justiça Federal havia decretado as prisões preventivas de dez denunciados, mas três continuam foragidos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.