Marcos Arcoverde/AE
Marcos Arcoverde/AE

MP do Rio denuncia Thor Batista por homicídio culposo

Também foi pedida a suspensão imediata do direito de dirigir do filho de Eike Batista; ele estava a 135 km/h quando atropelou e matou o ciclista Wanderson Pereira dos Santos, em março deste ano

Central de Notícias,

17 de maio de 2012 | 05h01

SÃO PAULO - O Ministério Público (MP) do Rio de Janeiro denunciou à Justiça, nesta quarta-feira, 16, Thor de Oliveira Fuhrken Batista, filho do empresário Eike Batista, por homicídio culposo (sem intenção de matar) pela morte do ciclista Wanderson Pereira dos Santos, de 30 anos. O MP pediu também a suspensão imediata do direito de dirigir de Thor.

 

Segundo a denuncia, Santos foi atingido por Thor no dia 17 de março, na rodovia Washington Luís, em Duque de Caxias. O filho de Eike dirigia sua Mercedes-Benz SLR McLaren a 135 km/h, segundo perícia da Polícia Civil. A velocidade máxima permitida na via é de 110 km/h. Os advogados de Thor contestam a perícia e alegam que, segundo laudo particular, o carro estava trafegando com velocidade entre 87,1 km/h e 104,4 km/h.

 

Ainda segundo a denúncia, Thor ultrapassou um ônibus pela faixa da direita e, momentos antes de atingir a vítima, repetiu a manobra ao ultrapassar um carro.

 

Para pedir a suspensão da carteira de motorista de Thor, o MP levou em consideração as 11 infrações de trânsito registradas em sua carteira de habilitação, nove delas por excesso de velocidade. Caso condenado, Thor Batista poderá cumprir de 2 a 4 anos de prisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.