MP investiga nepotismo e diplomas

A Univap também é alvo de investigações no Ministério Público e no Ministério da Educação. O reitor da entidade, Baptista Gargione Filho, é acusado de fraudar eleições para continuar no comando da instituição, em 2000 e 2004, de conceder bolsas de estudo de forma irregular e de nepotismo. As primeiras denúncias contra a instituição foram apresentadas em 2007 pelo senador Eduardo Suplicy (PT) ao ministro Fernando Haddad. O reitor diz ter prestado todas as informações solicitadas pela Justiça. O caso segue sob análise da promotora Cristiane Cardoso Roque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.