MP obtém liminar que mantém o traficante Polegar preso

No início da semana, a Justiça Federal havia determinado a soltura do criminoso, um dos mais perigosos do Rio

25 Abril 2013 | 16h59

RIO - O Ministério Público do Rio (MPRJ) obteve na 5ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Rio (TJRJ) liminar que susta a libertação do traficante Alexander Mendes da Silva, conhecido como Polegar, ex-chefe do tráfico do Morro da Mangueira. A medida determina o "recolhimento do alvará de soltura", restabelecendo a prisão preventiva decretada pela 4ª Vara Criminal da Capital e que fora suspensa.

Com a decisão do TJ do Rio, o MP do Rio espera manter Polegar preso no presídio federal de Porto Velho, em Rondônia. No início da semana, a Justiça Federal havia determinado a soltura do criminoso, que está preso desde outubro de 2011.

Mais conteúdo sobre:
Polegar traficante

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.