MP pede a prisão de 13 por tráfico de drogas na zona norte do Rio

Acusados também seriam responsáveis por comércio clandestino de gás, TV à cabo, assassinatos e roubos

Solange Spigliatti, Central de Notícias

21 Outubro 2010 | 14h34

SÃO PAULO - Treze pessoas foram denunciadas pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ) por envolvimento com o tráfico de drogas nas favelas Furquim Mendes e Dique, no bairro Jardim América, zona norte carioca.

 

De acordo com a denúncia, as investigações e interceptações telefônicas revelaram que, além da distribuição de drogas, o bando teria cometido assassinatos e roubo de carros e cargas. O comércio clandestino de gás, de TV à cabo (gatonet) e o serviço de mototáxi, assim como bailes e festas para aumentar a venda de drogas, também era promovido pela quadrilha.

 

Pelos crimes de associação armada para o tráfico de drogas, foram denunciados, com pedido de prisão preventiva, Adilson Gomes da Hora Júnior (vulgo Nico) e outros 12 integrantes dos diversos escalões da quadrilha.

Mais conteúdo sobre:
tráfico MP Rio drogas favelas zona norte

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.