MP pede prisão de assassino de Miss Itália Nel Mondo no RS

Caren Paim, de 22 anos, foi encontrada no dia 1º com fio de fone de ouvido no pescoço

Pedro da Rocha, do estadão.com.br

23 de dezembro de 2010 | 16h37

SÃO PAULO - A Promotoria de Justiça de Caxias do Sul pediu nesta quinta-feira, 23, a prisão preventiva de Eduardo Farenzena, que confessou ter assassinado a candidata ao concurso "Miss Itália Nel Mondo" Caren Paim, de 22 anos.

A vítima foi encontrada, no dia 1º, envolta em um cobertor e com o fio de um fone de ouvido enrolado no pescoço. A mãe do criminoso o ajudou a ocultar o corpo.

A promotora de Justiça Sílvia Regina Becker Pinto, autora do pedido, escreveu no parecer: "Não há nenhuma razão de ordem constitucional, legal ou racional para aguardar pela próxima vez e pela próxima vítima".

O Ministério Público (MP) protocolou a requisição de prisão preventiva no Cartório da 1ª Vara Criminal de Caxias do Sul. O MP também pede que a Justiça não aceite a tentativa da defesa de Farenzena para decretar segredo no processo.

Ao Instituto Geral de Perícias (IGP), o MP requisitou a conclusão, em caráter de emergência, dos laudos periciais encaminhados pela autoridade policial.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.