MP quer ex-deputado na Justiça comum

O Ministério Público do Paraná enviou ontem ao Tribunal de Justiça o inquérito que apura o acidente envolvendo o ex-deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho, pedindo que seja remetido à Justiça comum. Para os promotores, se trata de duplo homicídio com dolo eventual. Carli bateu seu carro contra outro, no qual os dois ocupantes morreram na hora. Exames indicaram embriaguez e Carli estaria em alta velocidade. Sua carteira de habilitação estava irregular, por causa de 30 multas .

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.