MP recebe inquérito que investiga morte de mãe de Sean

Mãe de menino que teve guarda disputada por pai americano morreu após parto no 2º casamento

Priscila Trindade, da Central de Notícias

19 de maio de 2010 | 18h45

SÃO PAULO - O Ministério Público estadual recebeu nesta quarta-feira, 19, o inquérito da Polícia Civil que investiga a morte de Bruna Bianchi, mãe do menino Sean Goldman, que teve a sua guarda disputada pelo pai americano e pela família brasileira pelo período de cinco anos.

 

Veja também:

lista Tudo sobre o caso Sean Goldman

 

Bruna morreu em 2008, durante o parto da filha do segundo casamento. O promotor Márcio Nobre de Almeida tem até 30 dias para se pronunciar sobre o caso.

 

Ela foi casada com o americano David Goldman, mas em 2004, ela saiu de New Jersey, nos Estados Unidos, e voltou para o Brasil com o filho do casal, Sean. O garoto tinha 4 anos na época.

 

Ao desembarcar no País, Bruna telefonou ao marido e avisou que o casamento entre os dois estava acabado. Depois, ela se divorciou de Goldman e casou novamente.

Tudo o que sabemos sobre:
caso Sean

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.