MPE denuncia 20 por tráfico internacional em Guarulhos

Nigerianos seriam responsáveis por mandar cocaína para outros países e brasileiros, por coordenar envio

Solange Spigliatti, O Estadao de S.Paulo

20 de março de 2009 | 00h00

O Ministério Público Federal (MPF) em Guarulhos denunciou ontem 20 pessoas por tráfico internacional de drogas e associação para o tráfico, na operação Carga Pesada. Entre os denunciados estão nigerianos e brasileiros - policiais civis, funcionários públicos federais e empregados do Aeroporto Internacional de Guarulhos. A operação Carga Pesada, iniciada no dia 10, mostrou que um grupo de pessoas tentava enviar cocaína para Europa e África do Sul pelo Aeroporto Internacional de Guarulhos. Investigações mostraram que, por quatro vezes, entre 2006 e 2009, o grupo tentou enviar mais de 250 quilos da droga para o exterior.Segundo denúncia do MPF, os nigerianos eram os responsáveis por mandar a droga para outros países e contratavam brasileiros para coordenar o envio. Estes ofereciam dinheiro a funcionários públicos federais e a empregados do aeroporto para facilitar o embarque da mercadoria.OPERAÇÃO ALFAEm São José do Rio Preto, no interior de São Paulo, o MPF denunciou 115 pessoas pelos crimes de tráfico internacional de entorpecentes e associação e financiamento para o tráfico internacional. Também foi pedida a prisão preventiva de todos os denunciados. Vários deles estão foragidos, segundo o MPF. Alguns deles já com prisão temporária decretada, o que não impediu a fuga do químico que trabalhava para duas das quadrilhas.A Polícia Federal já providenciou a inclusão do mais importante deles, Lourival Máximo da Fonseca, vulgo Tião, no quadro dos mais procurados pelo FBI, a polícia federal norte-americana. Os acusados, segundo o MPF, foram investigados na Operação Alfa, da Polícia Federal, que resultou na apreensão de quase uma tonelada de cocaína. A droga era proveniente da Bolívia e distribuída em diversas partes do País, especialmente no interior de São Paulo. A droga, que permanecia em fazendas em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás até serem distribuídas, também era enviada para os Estados da Bahia, Goiás, Mato Grosso do Sul e Distrito Federal. O tráfico era realizado, basicamente, por quatro grandes quadrilhas, três delas internacionais. NÚMEROS20 pessoasforam denunciadas pelo MPF por tráfico internacional de drogas na Operação Carga Pesada250 quilosde droga. Foi a quantidade que a quadrilha tentou mandar para o exterior, entre 2006 e 2009115 pessoasforam denunciadas pelo MPF, também por tráfico, em S. J. do Rio Preto na Operação Alfa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.