MPE investigará exame antidroga em policiais

O Ministério Público Estadual (MPE) decidiu solicitar ao juiz Rogério Murillo Pereira Cimino, da 12ª Vara da Fazenda Pública, cópia integral do processo que considerou ilegal o exame antidrogas em policiais, criado pelo secretário da Segurança Pública, Marco Vinicio Petreluzzi. A Promotoria da Cidadania vai estudar eventual ato de improbidade administrativa (mau uso de dinheiro público). O juiz da 12ª Vara da Fazenda Pública concedeu mandado de segurança ao Sindicato dos Delegados da Polícia Civil, anulando a resolução que criou o exame e proibindo que a recusa do policial em se submeter ao teste seja lançada em seu prontuário. Após analisar o processo, o MPE vai decidir se instaura ou não inquérito civil contra o secretário. Petrelluzzi - que é procurador de Justiça - não quis comentar o caso. Fontes da secretaria consideram que não há "base jurídica" para responsabilizar o secretário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.