MPF: ação para que Eletropaulo evite fraude

O Ministério Público Federal em São Paulo entrou com ação civil pública com pedido de liminar para que a Eletropaulo identifique corretamente seus clientes para evitar que pessoas possam contratar energia elétrica em nome de outra. A Agência Nacional de Energia Elétrica também é ré na ação. Consumidores podem ter seus nomes incluídos em cadastro de inadimplente por não pagar a conta, mesmo nunca tendo solicitado o serviço. A Eletropaulo transfere titularidade via telefone ou internet - uma pessoa pode contratar o serviço em nome de outra.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.