MPF denuncia 24 por atuar na imigração ilegal de chineses

Chineses eram transportados como mercadoria para trabalhar em São Paulo sob condições subumanas

Central de Notícias,

01 Julho 2009 | 04h36

O Ministério Público Federal em Rondônia (MPF/RO) denunciou, nesta terça-feira, 30, os 24 membros de uma quadrilha internacional especializada no aliciamento e tráfico de chineses para fins de exploração.

 

A denúncia do MPF foi feita pelos procuradores da República Heitor Alves Soares e Ercias Rodrigues de Sousa, e refere-se à quadrilha desarticulada durante a Operação Da Shan, realizada no dia 22 de maio, em que 14 pessoas foram presas em Rondônia, São Paulo e Pernambuco.

 

 Os acusados responderão por introdução irregular ou clandestina de estrangeiro no país e falsificação de documentos, entre outros crimes, que podem resultar em até oito anos de reclusão ara cada um.

Mais conteúdo sobre:
Imigração ilegal chineses

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.