MST desocupa prédio após dez dias em São Paulo

Durou 10 dias a ocupação do prédio no centro de São Paulo, na Rua Rego Freitas, feita pela Frente de Luta pela Moradia (FLM), que reúne 12 grupos, entre eles o Movimento dos Sem-Teto do Centro (MSTC). O edifício havia sido invadido na noite do dia 31 de outubro, numa operação batizada pelos sem-teto de Voto na Urna.A ordem para reintegração foi expedida há uma semana, mas oficiais do 7º. Batalhão da Polícia Militar queriam garantias dos sem-teto de que não haveria um confronto. A desocupação foi marcada para as 5 horas. A coordenadora do MSTC Miriam Ernogênes dos Santos, de 30 anos, diz que o movimento pediu prazo até a próxima terça-feira, mas que não foram atendidos. "Mas a negociação com os policiais foi amigável. Estabelecemos um compromisso de não haver conflito entre ambas as partes", diz Miriam.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.