Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

MST mantém ocupada sede do Incra em Cuiabá

Cerca de 500 trabalhadores rurais sem-terra mantém ocupada a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em Cuiabá, invadida na última na segunda-feira. Mais 200 famílias do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) das regiões sul e oeste do Estado chegam a Cuiabá amanhã para acampar no prédio.Segundo o MST, a invasão é uma forma de protesto contra a falta de assistência técnica nos 28 assentamentos em Mato Grosso, onde vivem 3.800 famílias, além da liberação de créditos fomento, habitação e alimentação. O movimento cobra do Incra o assentamento de 2.500 famílias que estão acampadas às margens das rodovias no Estado.Líderes do MST em Mato Grosso devem se reunir nesta quinta-feira com superintendente do Incra no Estado, Petrus Emile Abi-Abib. "A gente vem discutindo essa pauta repetidamente desde 2000, e até agora o Incra não tomou um posicionamento sobre essa situação", disse Juarez de Jesus, um dos coordenadores do MST em Mato Grosso. O superintendente do Incra não foi localizado para comentar sobre o assunto.

Agencia Estado,

01 de maio de 2002 | 18h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.