MST organiza outro acampamento no Sul

Um grupo de 120 famílias formou hoje mais um acampamento de sem-terra no Rio Grande do Sul. Elas se reuniram em Uruguaiana, município distante 634 quilômetros da capital, na região da Fronteira Sudoeste. Levantaram suas barracas à margem da BR-472, a 15 quilômetros da cidade de Uruguaiana. Agora, existem 11 acampamentos no Estado. Segundo o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra do RS (MST-RS), há 3,1 mil famílias vivendo acampadas.Um dos objetivos do MST é receber novas adesões em cada acampamento. "Esperamos reunir cerca de 200 famílias em Uruguaiana até o dia 10", disse um dos coordenadores do MST-RS, Ailton Croda. O movimento não descarta a possibilidade de ocupações de terras para pressionar os governos federal e estadual a acelerarem o processo de assentamento. Na semana anterior, surgiram acampamentos em Lagoa Vermelha, no Nordeste do Estado, Arroio dos Ratos, no Vale do Jacuí, e Cruz Alta, no Noroeste.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.