Mudanças até o fim da semana

Jobim tem 3.º nome para a Anac, mas não divulga

José Maria Tomazela, O Estadao de S.Paulo

25 Setembro 2007 | 00h00

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, disse ontem, em Iperó, a 125 quilômetros de São Paulo, que espera completar até o fim da semana as mudança na diretoria da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Ao ser questionado sobre a possível saída do atual presidente da agência, Milton Zuanazzi, respondeu: ''''Vamos trabalhar no sentido de fazer uma reformulação completa.'''' A economista Solange Paiva Vieira, assessora especial do ministro, já foi indicada para substituir Zuanazzi, mas Jobim negou que sua posse já tenha sido marcada. ''''Todos os nomes indicados para a Anac têm de ser submetidos ao Senado e o nome da doutora Solange nem foi enviado ainda.'''' O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, no entanto, já teria aprovado a indicação. ''''Não antecipo nada sobre isso.'''' Sobre a eventual permanência de Zuanazzi na agência, o ministro afirmou que isso será decidido oportunamente. Jobim confirmou que outro nome já foi indicado para a direção da Anac, mas manteve sigilo. ''''Preciso falar com o presidente antes.'''' Na semana passada, a Comissão de Infra-Estrutura do Senado aprovou a indicação do brigadeiro Allemander Pereira Filho para a diretoria, mas o plenário da Casa também precisa aprová-lo. Outro indicado foi Marcelo Pacheco Guaranys. Para Jobim, o pior da crise aérea passou. ''''Conseguimos baixar a temperatura, ou seja, a febre saiu, mas tem muita coisa a ser feita'''', disse. ''''Agora, virá uma série de projetos, inclusive de alteração legislativa, para melhorar o sistema aéreo.'''' Segundo ele, a Infraero foi autorizada a melhorar o aeroporto de Jundiaí para a aviação executiva. E reforçou a intenção de construir o terceiro aeroporto paulista.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.