Mulher agride e assalta padre na igreja

O padre José Batista Rezende, conhecido como Zezinho, de 79 anos, foi agredido e assaltado por uma mulher, perto do altar da Paróquia Cristo Operário São Judas Tadeu, na Vila Abranches, em Ribeirão Preto. O incidente ocorreu nesta quinta-feira logo após a missa. Na noite anterior, a mulher, que se identificou como Sueli, pediu dinheiro ao padre para viajar, mas como ele já havia ajudado-a outras vezes, decidiu não dar-lhe nada. A mulher enfureceu-se, gritou, arrancou R$ 60 do bolso da camisa do padre e fugiu. A polícia não conseguiu localizar a mulher, pois o nome e o endereço que o padre tinha eram falsos. "Ela devia estar drogada", comentou o padre.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.