Mulher amamentando é morta em Salvador; número de homícidios vai a 22

Insegurança causada pela greve da PM esvazia pontos turísticos e cancela progamação cultural

Tiago Décimo, O Estado de S.Paulo

03 Fevereiro 2012 | 23h21

SALVADOR - Quatro homens desceram de um carro atirando contra moradores de rua na Praça da Piedade, no centro de Salvador, na noite desta sexta-feira, 3, e fugindo em seguida, segundo relatos de testemunhas. Houve confusão no local e a Polícia Civil confirmou a morte de uma mulher, que estaria amamentando quando foi atingida por disparos. Um homem também ficou ferido na ação.

Já no bairro periférico de Cosme de Farias, um jovem de 19 anos foi morto a tiros, na porta de casa. Testemunhas disseram que cinco homens foram ao local em um carro e que pareciam conhecer a vítima. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa investiga o caso.

Com esses novos casos, chegam a 22 os homicídios registrados na região metropolitana de Salvador somente nesta sexta-feira, 17 deles na capital - cidade que, no ano passado, registrou média de 4,2 homicídios diários.

Terror no turismo. A presença do Exército e de integrantes da Força Nacional de Segurança nas ruas de Salvador, depois de parte da Polícia Militar entrar em greve, não parece ter dado à população e aos turistas que estão na cidade a sensação de segurança prometida pela Secretaria de Segurança Pública. Alguns dos mais conhecidos pontos boêmios da cidade estão vazios, diversas atrações culturais foram canceladas.

Nos bairros do Rio Vermelho e da Barra, que costumam receber a maior parte dos apreciadores da noite na orla de Salvador, a maior parte dos bares está fechada, em plena noite de sexta-feira. No Largo de Santana, tradicional reduto boêmio da cidade, apenas um dos cinco bares abriu - e o movimento é pequeno.

"Não acredito que possa acontecer alguma coisa, mas ver isso aqui vazio é de assustar", diz a relações públicas Ana Elisa Sampaio, de 33 anos. "Isso é muito ruim para a imagem da cidade."

Além dos bares fechados, a programação cultural do fim de semana em Salvador e nas redondezas sofreu com cerca de 30 cancelamentos e adiamentos de apresentações musicais e peças de teatro. Um dos cancelamentos foi o do Cerveja & Cia Folia, um dos principais eventos pré-carnaval da região, comandado pela cantora Ivete Sangalo.

A festa ocorreria neste sábado, na Praia do Forte, no litoral norte do Estado e, segundo a assessoria da cantora, será realizada em outra data, ainda não definida.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.