Mulher comeu pão com agulhas em Porto Feliz

Os médicos que operaram a caseira Maria Aparecida de Matos, de 45 anos, moradora da zona rural de Porto Feliz, a 120 quilômetros de São Paulo, há três semanas, encontraram três agulhas de costura em seu aparelho digestivo. Duas estavam espetadas no estômago e outra tinha ficado encravada no duodeno. A mulher procurara atendimento médico em razão das constantes dores no estômago. Hoje, o marido de Maria Aparecida, o sitiante José Pereira Matos, procurou a Delegacia de Polícia para contar que as agulhas estavam dentro de um pãozinho adquirido numa padaria da cidade. A compra foi feita em fins de dezembro. Segundo ele, a mulher sentiu algo ferindo a garganta quando engolia o pão. Ela tomou água em seguida e notou que a saliva tinha traços de sangue. Nos dias seguintes começou a ter dores de estômago. Levada ao médico, fez radiografias do estômago. As radiografias denunciaram a presença de objetos estranhos no aparelho digestivo. Os médicos retiraram as agulhas durante uma cirurgia realizada em um hospital da cidade. Maria Aparecida ainda está convalescendo da operação. A delegada Nuris Pegoretti requisitou a ficha médica da mulher para decidir se abre inquérito contra a padaria que vendeu o pão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.