Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Mulher confessa ter matado menina em ritual de magia negra

Acusada é presa em flagrante por ter seqüestrado duas crianças; seu marido foge antes da prisão

Ernesto Batista, de O Estado de S. Paulo,

14 de dezembro de 2007 | 20h36

Uma mulher foi presa em flagrante na cidade mineira de Ouro Preto, distante 170 quilômetros de Belo Horizonte, acusada de ter seqüestrado duas irmãs, de 10 e 11 anos, para a prática de um ritual de magia negra. Segundo a Polícia Civil, a acusada confessou no seu depoimento que já havia matado e queimado o corpo de outra menina de 13 anos em outubro, em outro ritual para tentar engravidar. O marido da acusada também estaria envolvido nos dois crimes, mas ele conseguiu fugir antes da prisão. Segundo o delegado seccional de Ouro Preto, Flávio Destro, a denuncia partiu do irmão do marido, ao encontrar o acusado com as duas meninas. Segundo o depoimento do irmão do acusado, ele já havia lhe confessado o primeiro assassinato e quando encontrou a cunhada com as duas meninas, desconfiou da maneira com que ambas eram tratadas. Ainda segundo as informações dadas pelo irmão, ele resolveu seguir a cunhada temendo pela vida das crianças. "Quando chegou à casa onde o casal mora, ele encontrou as meninas e seu irmão apontando uma faca para elas. Então, ele chamou a polícia, mas só conseguiu segurar a mulher até nossa chegada", disse o delegado mineiro.

Tudo o que sabemos sobre:
Magia negrainfanticídio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.