Mulher de Abadía ganha indulto e passa fim de ano em liberdade

Yéssica Morales está presa em São Paulo desde de 2007, condenada a 11 anos de prisão por tráfico de drogas

Priscila Trindade, Central de Notícias

23 de dezembro de 2009 | 14h57

A mulher do traficante Juan Carlos Abadia, presa por tráfico de drogas e formação de quadrilha, conseguiu o direito de passar as festas de final de ano foram da cadeia. Na manhã desta quarta-feira, 23, Yessica Paola Rojas Morales, de 28 anos, saiu da Penitenciária Feminina Sant'Ana, no Carandiru, na zona norte da cidade. A informação é do Tribunal de Justiça estadual.

 

O indulto, concedido a presos com histórico de bom comportamento, foi decretado pelo juiz Aben-Ahtar de Paiva Coutinho, de acordo com o TJ-SP. Yéssica, natural de Cartagena, na Colômbia, foi presa com Abadia em agosto de 2007. Ela foi condenada a 11 anos e 6 meses de prisão. De acordo com o TJ-SP, ela voltará para a cadeia no dia 4 de janeiro.

 

Apesar de ter sido presa com o marido, apenas Yéssica permanece no Brasil. Abadía foi extraditado para os Estados Unidos, onde era requerido pela Justiça pelos crimes de homicídio e tráfico internacional de drogas.

 

(Com Efe)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.